Company Logo

Parceiros

Contador de Visitas

1550723
Hoje Hoje 661
OntemOntem1121
Essa SemanaEssa Semana6308
TotalTotal1550723
54.83.66.51
Usuários logados 0
Visitantes 35
Usuários Registrado 3

Decisão da Justiça atende pedido feito pelo MPMG que propôs uma Ação de Improbidade Administrativa contra o ex-agente político

 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio da Promotoria de Justiça de Arinos, na região Norte, obteve na Justiça uma decisão liminar favorável que resultou no bloqueio de bens de um ex-prefeito de Urucuia que teria aplicado de forma irregular verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), entre os anos de 2009 e 2010. A decisão impõe ao ex-agente político a obrigação de ressarcimento ao erário de R$ 357 mil (valores atualizados).

O pedido de indisponibilidade dos bens foi integralmente acatado pela Justiça, que reconheceu a existência de fortes indícios de que a conduta praticada pelo ex-prefeito foi desonesta e causou prejuízo ao erário. Segundo a decisão, as alegações do MPMG encontram respaldo em estudo técnico realizado com base nos documentos de prestação de contas apresentados pelo ex-prefeito.Entenda o caso

Ao tomar conhecimento dos fatos a Promotoria de Justiça de Arinos instaurou um Inquérito Civil (IC) para investigar o caso. Segundo apurado, nos anos de 2009 e 2010, o então prefeito municipal, valendo-se de recursos do Fundeb, realizou gastos com combustíveis para abastecimento de veículos do transporte escolar sem a comprovação devida, o que impossibilita aferir a regularidade da despesa.

Além disso, o MPMG apurou que durante o ano de 2009, o então prefeito, ordenou a aplicação de recursos do Fundeb destinados à remuneração de profissionais do magistério, em percentual inferior ao que determina a legislação de referência, além de ter pago diversas despesas do município de forma irregular, com recursos do mencionado fundo, o que também implica em ato de improbidade.

Após conclusão do IC, a Promotoria de Justiça de Arinos ajuizou Ação de Improbidade Administrativa, com pedido liminar de indisponibilidade dos bens.A decisão foi divulgada no dia 19 de fevereiro e, após notificado, o ex-prefeito terá 15 dias para apresentar recurso.

Na tarde de terça-feira (20/02/2018), a Polícia Militar em Montalvânia apreendeu substância semelhante à maconha e prendeu um suspeito por tráfico ilícito de drogas.

Após monitoramentos da movimentação de usuários de substâncias ilícitas, militares deslocaram à Rua Montaigne, no Bairro Raimundo Ferreira em Montalvânia/MG, para averiguação. No citado local, foi feito contato com o indivíduo de 40 anos, morador da residência, o qual franqueou a entrada da guarnição no local. 

Durante busca pessoal no indivíduo, foi encontrado no bolso de sua bermuda, uma porção e um tablete de substância semelhante à maconha, envolvidos em plástico. As buscas continuaram pelas dependências do imóvel, sendo encontradas mais duas porções da mesma substância, uma enterrada próxima a um banheiro, localizado fora da residência e outra dentro da geladeira, ambas também envolvidas em plástico, além da substância foram localizadas também a quantia de R$57,00 (cinquenta e sete reais) em cédulas diversas.

O suspeito assumiu a propriedade da substância, sendo preso em flagrante delito e entregue na Delegacia de Polícia Civil em Januária, juntamente com o material e o dinheiro apreendido.

 

Ontem, dia 19 de fevereiro de 2018, a Polícia Militar apreendeu substâncias semelhantes a drogas, dinheiro e prendeu três indivíduos suspeitos de tráfico ilícito de entorpecentes no Bairro Novo Cruzeiro em Manga/MG.

Durante patrulhamento pelo Bairro Novo Cruzeiro,na cidade de Manga MG.  militares depararam com um indivíduo parado em frente a um local suspeito, no momento que a viatura se aproximava, foi observado pelos militares que outro indivíduo de dentro da casa fez a entrega de um material pelo portão para o suspeito da abordagem.

Ao proceder à abordagem os militares encontraram com um dos indivíduo de 41 anos, a quantidade de 03 (três) buchas de substância semelhante à maconha, prontas para consumo imediato e antes que o portão da residência fosse fechado, a guarnição policial abordou outro suspeito de 19 anos, que fez a entrega da referida droga, com este suspeito foi encontrado um frasco branco contendo 18 (dezoito) buchas de substância análoga à maconha e 40 (quarenta) pedras de substância semelhante à crack, todas embaladas e prontas para venda, além de vasta quantidade de dinheiro em diversas cédulas.

Em continuidade a ocorrência os militares entraram na residência onde encontraram o terceiro indivíduo de 24 anos, que ao avistar a presença policial no quintal, tentou evadir, mas foi contido pelos militares.

Com este suspeito foi encontrada 17 (dezessete) buchas de substância com características semelhantes à maconha e 45 (quarenta e cinco) pedras de substância análoga a crack além de R$1040,00 (mil e quarenta reais) em diversas cédulas.

Diante do exposto, foi constatado o tráfico ilícito de entorpecentes, sendo os suspeitos conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Januária sem lesões juntamente com todo o material apreendido, sendo:

Um soldado do Exército e outros dois homens foram detidos, suspeitos de ajudarem os autores; dupla foi baleada no Bairro Santos Dumont, durante rastreamento da PM.

 

Por G1 Grande Minas

 

Dois homens foram mortos durante uma troca de tiros com a Polícia Militar na tarde desta segunda-feira (19) em Montes Claros. Segundo as primeiras informações, eles são suspeitos de participação na morte de um policial militar na madrugada, durante um assalto em um restaurante, no Centro da cidade.

Ainda segundo a PM, um soldado do Exército e outros dois homens foram detidos suspeitos de ajudarem os autores no crime. O soldado teria resgatado os dois homens logo após o assassinato do policial e escondido a dupla na casa dele, no Bairro Santos Dumont.

Na tarde desta segunda, a polícia fez rastreamento no bairro. Quando a dupla avistou as viaturas, iniciou troca de tiros contra os policiais; eles chegaram a ser socorridos, mas deram entrada no hospital já sem vida.

Por telefone, a assessoria de comunicação do Exército afirmou ao G1 que ainda não foi notificado sobre o caso, com a participação de um soldado da corporação.

Soldado estava de folga com os amigos em um restaurante quando foi surpreendido por um criminoso armado; ele foi socorrido pelos bombeiros e levado até a Santa Casa, mas não resistiu.

Por Juliana Peixoto, G1 Grande Minas

 

Um policial militar, de 30 anos, foi morto durante um assalto em um restaurante no Centro de Montes Claros, na madrugada desta segunda-feira (19). Segundo as primeiras informações da PM, o soldado estava de folga com amigos no estabelecimento, quando foi surpreendido por um criminoso armado. O militar se identificou, houve luta corporal e ele foi baleado na perna e no peito.

O soldado foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para a Santa Casa. De acordo com os militares da unidade, foram feitos procedimentos de reanimação cardiorrespiratória durante o percurso e, em seguida, o militar foi atendido por uma equipe médica, mas não resistiu aos ferimentos.

O restaurante fica na Avenida Deputado Esteves Rodrigues e o crime aconteceu por volta de 1h30; a perícia apreendeu no local três cápsulas. Há relatos que o celular do soldado e de outros clientes foram roubados. O criminoso fugiu com um comparsa em uma motocicleta e câmeras do restaurante, do sistema "Olho Vivo" e de comércios do entorno poderão ajudar a polícia na localização dos dois suspeitos. Até o início da manhã desta segunda ninguém havia sido preso.

O militar tinha aproximadamente um ano de formado e estava lotado em Jaíba, que fica a 200 quilômetros de Montes Claros.

Oito pessoas são detidas por fraude em processo de habilitação em Jaíba; um vereador está entre os envolvidos

Segundo a Polícia Civil, candidatos estavam matriculados em uma autoescola na Bahia, mas as digitais para aulas eram colhidas em uma casa, no Projeto Jaíba.

 

Por Marina Pereira, G1 Grande Minas

 

(Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

 

Oito pessoas foram detidas por fraude em processo de habilitação durante uma operação da Polícia Civil em Jaíba, no Norte de Minas, nessa quinta-feira (1). Entre os envolvidos está o vereador José Aparecido Soares Nascimento (PHS). A Polícia Civil descobriu que os candidatos estavam matriculados em uma autoescola na Bahia, mas as digitais para aulas práticas e de legislação eram colhidas em uma casa, no Projeto Jaíba. Foram detidos sete candidatos, entre eles o parlamentar, e o dono do imóvel.

“Na casa nós apreendemos um computador e um aparelho biométrico. As pessoas não frequentavam as aulas e acreditamos que essa autoescola da Bahia oferecia alguma facilitação para a aprovação dos candidatos, já que cobrava um preço bem acima do mercado e eles ainda tinham que arcar com o custo da viagem”, explica o delegado responsável pelo caso, Ricardo Oliveira. Os candidatos relataram que o pacote cobrado pelo estabelecimento girava em torno de R$ 3 a R$ 5 mil.

A Polícia Civil recebeu denúncias anônimas e realizou a operação após monitorar o imóvel, que fica na comunidade NH2. Segundo as investigações, o proprietário da residência, de 36 anos, apenas cedia o local para a coleta das digitais e o líder da quadrilha é da Bahia.

“Ele disse que emprestou a casa para essa pessoa há 20 dias e era ela que administrava a coleta da digital. Ainda não identificamos quem seria o chefe desse esquema e será feita uma perícia no computador apreendido”, afirma o delegado.

De acordo com a polícia, a maioria dos candidatos confessou que a aprovação seria facilitada na Bahia e disse que estava com dificuldade para tirar a CNH em Minas. “O vereador disse que tinha conhecimento de que teria que ir no estado da Bahia algumas vezes, mas afirmou não saber que o processo era ilegal”.

Os candidatos foram ouvidos e liberados porque, segundo a Polícia Civil, não foram presos em flagrante. O dono da casa foi autuado por fraude em certame de interesse público, mas pagou fiança de R$ 1.500 e foi liberado. Todos os envolvidos serão indiciados pelo mesmo crime, que estabelece pena de 1 a 4 anos.

As investigações da Polícia Civil continuam e o inquérito deve ser concluído em 10 dias. As informações serão encaminhadas à polícia da Bahia para apuração da fraude.

Por telefone, o advogado do vereador, informou ao G1 que o parlamentar estava na casa apenas para fazer um treinamento que mostrava o funcionamento do sistema biométrico, mas as aulas seriam feitas em Santa Maria da Vitória (BA). Ainda segundo a defesa, se houve alguma irregularidade não era do conhecimento do vereador.

Adolescente escorrega de barranco em beira de rio e morre afogado em Guaraciama

Afogamento aconteceu no Povoado de Buriti, no Rio das Pedras; vítima estava com a família quando se afogou nesse sábado (20).

 

Um adolescente de 14 anos morreu após se afogar em um rio, no Povoado de Buriti, em Guaraciama, no Norte de Minas. De acordo com a Polícia Militar, familiares da vítima disseram que o rapaz escorregou de um barranco à beira do Rio das Pedras e afundou. O adolescente estava com a irmã, de 10, e os pais dele quando o incidente aconteceu, nesse sábado (20).

Pessoas que estavam próximas ao rio tentaram ajudar, mas encontraram o adolescente já sem vida. O pai da vítima contou que não conseguiu salvar o filho porque ele e a esposa não sabem nadar, e que ele ainda estava com a filha no colo.

O corpo do adolescente foi encaminhado ao Instituo Médico Legal de Montes Claros.

adm

Foto em Manga: Vinícios Santana

A criança de seis meses de idade que foi atendida no hospital de Manga MG e transportada pela aeronave da Polícia Militar Pégasus 07 juntamente com a equipe do SAMU  para a cidade de Montes Claros  hoje 09/01/2018 (Click aqui e leia), segundo a assessoria de comunicação do Hospital Universitário, a criança veio a óbito  as 14:30 da tarde.

 

PELA   SEGUNDA VEZ  ESTE ANO EM MANGA MG,  HELÍCÓPTERO DA POLICIA MILITAR COM EQUIPE SAMU VOANDO PARA SALVAR VIDAS.

Foto: Vinícios Santana ( Manga MG)

 

MANGA MG - Na Manhã desta terça feira 09 de janeiro de 2018, pela segunda vez este mês,  a aeronave  Pégasus da Polícia Militar, juntamente com equipe do SAMU foi  a cidade de Manga norte de Minas Gerais  para transportar uma criança de seis meses que também é do município de Juvenilia

Em Manga a criança foi atendida pela equipe do  Dr Hermorgenes  juntamente  com toda a equipe da Fundação Hospitalar de Amparo ao Homem do Campo (FHAHC)  que mais uma vez estão de parabéns pelo excelente  trabalho.

A ambulância do SAMU, transportou a criança da FHAHC até a aeronave.

Segunda a assessoria de imprensa do SAMU, o paciente é uma criança de seis meses de idade que teve uma parada cardiorrespiratória e esta com insuficiência respiratória, a criança  está sendo levada para o hospital Universitário em Montes Claros Pela equipe do SAMU e Corpaer.

Equipe do SAMU de Manga: Marcos Silva, condutor e Vanusa Caetano, enfermeira e equipe de Montes Claros : Rafael Coutinho, Médico e Saulo Alves, Enfermeiro

No dia 03 de janeiro de 2018, o mesmo trabalho foi feito pelas equipes confiram no site (Clique aqui )

Calendário de Eventos

Nenhum evento no calendário
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Colaboradores

Tita
posto_sertanejo



Powered by Norticias®.