Company Logo

Parceiros

Contador de Visitas

1469236
Hoje Hoje 68
OntemOntem937
Essa SemanaEssa Semana19
TotalTotal1469236
107.20.115.174
Usuários logados 0
Visitantes 21
Usuários Registrado 3

Dois jovens, de 17 e 23 anos, são baleados em Várzea da Palma

 

Rapaz de 23 anos é acusado de um homicídio ocorrido na cidade há cerca de um ano; eles foram baleados no Bairro Jardim América e ninguém foi preso.


Dois jovens, de 17 e 23 anos, foram baleados em Várzea da Palma, nesta sexta-feira (1). Segundo informações da Polícia Militar, as vítimas transitavam a pé pela Rua I, no Bairro Jardim América, quando foram abordadas por dois homens em uma motocicleta, que atiraram várias vezes.

Eles foram baleados no ombro e encaminhados ao hospital por uma equipe do Samu. Ainda de acordo com a PM, o jovem, de 23 anos, é acusado de matar um homem na cidade há cerca de um ano, o que pode ter motivado a tentativa de homicídio. O adolescente tem envolvimento com o tráfico de drogas, roubo e furto.

As vítimas não souberam informar à polícia as características dos autores e até o momento ninguém foi preso.

POLÍCIA PROCURA SUSPEITO DE HOMICÍDIO EM MATIAS CARDOSO

A Polícia procura por suspeito de um homicídio ocorrido na madrugada de hoje, 28 de novembro, na cidade de Matias Cardoso, no Norte de Minas. A vítima é um adolescente de 16 anos.

A PM tomou conhecimento do fato após receber ligação via 190 de que havia uma pessoa caída ao solo em uma mata próxima à rua Projetada, no bairro Eldorado, daquela cidade. Quando a viatura saia do quartel para verificar os fatos, chegou uma testemunha relatando o mesmo fato, dizendo que a vítima seria um primo seu.

No local, os militares encontraram o corpo do menor com uma perfuração no couro cabeludo, na altura da nuca, provavelmente provocado por arma de fogo. O local foi isolado até chegada da perícia técnica que confirmou o óbito por disparo de arma de fogo.

O adolescente, que já tinha passagens pela polícia por diversos crimes, teria sido ameaçado de morte por duas pessoas residentes na cidade.

Foi realizado rastreamento para localização dos possíveis suspeitos, porém ninguém foi localizado. Porém, diligências estão sendo realizadas para elucidação dos fatos.

Homem desaparece após deixar trabalho para ir ao banco no Lago Sul

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Preocupados com o desaparecimento de Elias de Oliveira Souza, de 36 anos, familiares pedem ajuda para qualquer pessoa que possa ter informações acerca de seu paradeiro. O homem foi visto pela última vez por volta das 16h dessa sexta-feira (24), no conjunto 5, lote 14, na QI 9 do Lago Sul, onde trabalhava como pedreiro em um canteiro de obras.
A família conseguiu entrar em contato com um colega de trabalho de Elias, que contou que ele teria saído mais cedo que o de costume para ir ao banco. Elias, que vestia camisa polo verde e calça jeans, saiu em um Fiat Palio, de cor vermelha, placa PAO-0696. Desde então, não foi mais visto.
“Ele é extremamente responsável, sempre alegre e não arruma confusão com ninguém. E nunca sumiu assim antes, o que nos deixa sem entender o que ocorreu, até porque a esposa dele contou que não houve briga em casa, nenhum desentendimento”, conta Andrea Souza, de 38 anos, prima de Elias.
Desde este sábado (25), o celular dele está sem sinal, o que aumenta ainda mais a angústia da família. “Ele chegou a visualizar nossas mensagens até meia-noite. Hoje, ligamos o dia todo, mas só dá desligado”, diz Andrea.
Por volta das 12h, um boletim de ocorrência foi registrado na 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), que investiga o caso. “Não houve entrada em hospitais em nome dele, nem registro de batida envolvendo seu carro”, afirma. “Tememos o pior porque meu primo é muito ingênuo. Criado no interior de Minas Gerais, ele se abria muito com as pessoas, e poderia ter passado detalhes do que iria fazer no banco. Só espero que esteja tudo bem”, completa.
Morador do Novo Gama (GO), Elias é casado e tem dois filhos, um de 6 anos e uma de 13.
Quem tiver informações sobre o paradeiro de Elias, pode entrar em contato com Andrea, pelo telefone (61) 98569-5632.

Fonte: Jornaldebrasilia

Mulher é espancada e morta na frente da filha, de 10 anos, na zona rural de Manga

Ex-marido dela é suspeito do crime e ainda não foi preso; perto do corpo, militares encontraram pedaços de lenha com marcas de sangue.

Mulher de 34 anos foi assassinada na frente da filha dela, de 10, na zona rural de Manga (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

 

Uma mulher de 34 anos foi morta na frente da filha dela, de 10, nessa quarta-feira (22), na zona rural de Manga. De acordo com a Polícia Militar, o ex-marido, de 42 anos, é o suspeito de cometer o crime. A vítima foi encontrada com sinais de espancamento na cabeça e perto do corpo, os militares acharam pedaços de lenha com marcas de sangue.

O crime aconteceu em uma trilha na comunidade de Cachoeirinha I. Moradores informaram que a mulher tinha o hábito de pegar lenha na trilha e que o suspeito foi visto correndo sentido ao rio. Os militares foram informados, também, que Maria José Costa da Silva possuía medida protetiva contra o ex-marido.

A polícia fez rastreamento no matagal da região, mas até essa publicação o suspeito não havia sido encontrado. A motivação do crime não foi informada e a Polícia Civil investiga o caso. O corpo da mulher foi levado para o IML de Januária.

G1/grandeminas

Bombeiros resgatam corpo de homem no Rio São Francisco, em Pirapora

Vítima foi localizada no meio do rio, próximo à Capitania; nenhuma testemunha reconheceu o corpo, que foi levado ao IML.

 

O Corpo de Bombeiros resgatou nesta quinta-feira (16) o corpo de um homem no Rio São Francisco, em Pirapora (MG). Segundo os militares, o corpo foi encontrado por moradores próximo à Capitania.

Ainda segundo os bombeiros, a vítima não apresentava nenhuma marca de violência e nenhuma testemunha a reconheceu. A corporação afirma que também não foi encontrada nenhuma solicitação de busca por desaparecidos com as mesmas características da vítima, que é morena, com cerca de 1,70 metros e possui o cabelo escuro.

Após a retirada da água, o corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

G1/Grandeminas

Vereador assassina homem que ameaçou beber sangue de seus filhos

 

O presidente da Câmara da cidade do Vale do Mucuri, Cícero Xavier Vasconcelos Netho (PSDC), executou o homem em um bar na tarde de segunda-feira (13)

 

JOSÉ VÍTOR CAMILO - O Tempo

A polícia segue em busca do presidente da Câmara Municipal de Ouro Verde de Minas, no Vale do Mucuri, que é suspeito de executar um homem a tiros dentro de um bar na última segunda-feira (13). Cícero Xavier Vasconcelos Netho (PSDC) fugiu após o crime e não foi mais localizado. 

Eli Fernandes dos Santos, de 47 anos, bebia no bar "Chega Mais" quando o parlamentar chegou, por volta das 16h30, em um Volkswagen Jetta prata. O dono do estabelecimento contou à Polícia Militar (PM) que o vereador chegou armado com uma pistola e disse: "você falou com minha mulher que vai matar meus filhos e beber o sangue deles. Antes de você fazer isso eu te mato". 

Ainda segundo a testemunha, ele tentou intervir acalmando os envolvidos, mas Santos só teve tempo de pedir que Netho não fizesse isso antes de ser baleado várias vezes e cair sentado na cadeira do bar. Quando a polícia chegou ao local, a vítima já estava morta. 

Depois de cometer o crime, o presidente da Câmara entrou em seu veículo e fugiu. A PM fez rastreamentos e localizou o carro usado no crime na casa do sogro do suspeito, porém, o vereador não foi localizado. 

A perícia da Polícia Civil (PC) esteve no bar e constatou que Santos foi atingido por três tiros, um no abdome, outro nas costas e o último na região da nuca. Três cápsulas de calibre .380 foram apreendidos no local. Além disso, uma faca do tipo "peixeira" que estava na cintura da vítima também foi recolhida.  

 

AMEAÇAS

Para os policiais, a mulher do parlamentar relatou que o homem assassinado por seu marido já havia ameaçado ela e sua família inúmeras vezes. Na manhã de segunda, o homem ameaçou os filhos do casal, de 2 e 5 anos. 

Na última ameaça, a vítima ainda teria saído gritando na rua que iria matar as crianças e beber o sangue delas. O homem morto já havia sido preso por ameaças, agressão e lesão corporal.

Em entrevista à InterTV, afiliada da Globo na região, um irmão do homem executado pelo vereador argumenta que a vítima era aposentada por insanidade.

"A única coisa que estamos querendo é que se faça Justiça, que ele seja preso e pague pelo crime dele. Nós não vamos colocar nossas mãos nisso não, vamos colocar nas mãos de Deus. Ele tirou a vida de uma pessoa doente, aposentado como louco, que tinha problema, tomava remédio controlado”, lamentou na entrevista.

 

Na noite desta segunda-feira, 13 de novembro de 2017, choveu e ventou na cidade de Manga, norte de Minas Gerais. Algumas ruas ficaram alagadas devido a forte chuvas e o vento derrubou uma árvore na Escola Estadual Presidente Olegário Maciel.

A árvore localizada dentro do pátio da escola, caiu sobre alguns veículos que encontravam-se estacionados na rua em frente a escola.

Ninguém ficou ferido.

 

Outras 10 pessoas também foram presas; PM apreendeu armas, munições e 12 celulares.

Polícia apreendeu armas, celulares e munições (Foto: Polícia Militar/ Divulgação)

Um homem que se passava por perito, dois foragidos da Justiça e outras nove pessoas foram presas em Pirapora, no Norte de Minas, nesse domingo (12).A Polícia Militar chegou até o grupo após denúncias anônimas de que os foragidos estavam escondidos em uma casa no Bairro Sagrada Família. No local, foram apreendidos armas, munições, 12 celulares, pólvoras e espoletas.Com um homem, de 57 anos, a Polícia Militar encontrou um documento de identificação de perito. Segundo a PM, ele já havia exercido a profissão em Belo Horizonte, foi exonerado e permanecia se identificando como profissional em Pirapora.Os dois foragidos têm 24 e 27 anos e respondem por crimes de embriaguez ao volante e dano ao patrimônio. O grupo foi encaminhado à delegacia de Pirapora.Fonte: g1/grandeminas

 

Uma reunião realizada no Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), nessa segunda-feira, 6 de novembro, definiu integrantes de uma comissão interinstitucional que tem como objetivo elaborar um protocolo de atuação das forças de segurança para a apuração da autoria e materialidade dos crimes contra a vida de civis, tentados ou consumados, praticados no exercício da atividade policial, sejam os supostos responsáveis policiais militares ou civis. O documento deverá ser concluído em 60 dias para que seja editado ato normativo conjunto a ser subscrito por todas as instituições envolvidas.

A medida decorre da Resolução n.º 129/2015, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que estabelece regras mínimas de atuação do Ministério Público no controle externo da investigação de morte decorrente de intervenção policial, e atende a Recomendação nº 001/2016, assinada por treze promotores de Justiça de diversas comarcas de Minas Gerais.

Por parte do MPMG, integrarão a comissão o procurador-geral de Justiça adjunto institucional, Rômulo de Carvalho Ferraz; o procurador de Justiça Epaminondas Fulgêncio Neto, e os promotores de Justiça, Nívia Mônica Silva, coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos (CAO-DH); Henrique Nogueira Macedo, coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Criminais (Caocrim); e Márcio Rogério de Oliveira, coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CAO-DCA). 

Participaram da reunião e também indicaram seus representantes no grupo de trabalho o comandante da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Helbert Figueiró de Lourdes; o chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, João Octacílio Silva Neto; o advogado-geral do Estado, Onofre Alves Batista Júnior; e o presidente do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais, Fernando Antônio Nogueira Galvão da Rocha.

Fonte: MPMG

Rapaz acusado de participar de dois homicídios em 2016 é preso em Jaíba

Acusado foi preso na casa do pai dele, mediante mandado de prisão; de acordo com a Polícia Civil, suspeito participou de homicídios em Itacarambi e Varzelândia.

Um rapaz de 23 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (8), em Jaíba, mediante mandado de prisão. Ele foi encontrado na casa do pai dele em uma operação conjunta das polícias civil e militar. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito participou de dois homicídios em 2016.

Em um deles, em Itacarambi, um homem de 31 anos foi morto com um tiro durante uma festa da cidade. Em Varzelândia, um homem, também de 31, foi morto em casa. Na ocasião, outros três homens ficaram feridos e foram socorridos pelo Samu.

Equipe responsavel pela prisão composta por : Polícia Militar: SGT Diego e  SGT Luciano, Polícia Civil : Investigadora Ayana  e Escrivão  Júnior

 

ABAIXO VÍDEO EXIBIDO NO BALANÇO GERAL

 

Calendário de Eventos

December 2017
S M T W T F S
26 27 28 29 30 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

Login

Colaboradores

Tita
posto_sertanejo



Powered by Norticias®.